Relacionamentos - Como se impor.

Em 12/11/2015 , Comments

Será que essa é a sua primeira vez: Nessa família? Nesse casamento? Nesse trabalho? Como pai? Como mãe? Como inimigo de alguém? Como alma gêmea? Como amigo de fulano?

As relações, de qualquer natureza, sempre são um assunto delicado em nossa vida. Ora estamos de bem com alguém, ora não. Às vezes acontece de oscilarmos, alternarmos setores que estão bem. Exemplo: Estarmos nos relacionando bem no trabalho, mas em casa só brigamos. Aparentar estar bem na rua e vontade zero de retornar para o seu lar.

Relacionamentos – Não consigo me relacionar com ninguém.

Já reparou que existem pessoas com sérios problemas em se relacionar com os outros? Elas simplesmente não conseguem ter um relacionamento sadio, uma família harmônica, estar 100% bem com seus amigos e ser um bom colega ou chefe no trabalho.
Saiba que isso pode ser reflexo do que você viveu em vidas passadas. Que a origem não seja hoje e sim o que foi feito ou deixado de fazer lá trás.

Relacionamentos - Além dessa vida.

Postei essa semana um artigo (Vidas passadas – 5 sinais do passado no presente) que fala sobre como o passado está dentro do seu presente através do que você viveu em outras existências. Somos um ser em constante evolução, mesmo que não queiramos, somos empurrados a seguir em frente para equilibrar a balança das nossas atitudes. No meio disso tudo estão os relacionamentos - com a família, com a sociedade, no casamento, no trabalho e nas amizades.

Relacionamentos – Acordos Espirituais firmados.

O que poucos sabem é que esses círculos de pessoas que estão mais próximas a nós, é fruto do que vivemos ou deixamos de viver no passado com elas. Cada atitude tomada ou deixada de lado contribuiu para construirmos laços com pessoas que vão além de uma única vida. Esses laços nem sempre são equilibrados. Na sua maioria são resultado de sentimentos e emoções negativas como: ciúmes, possessividade, inveja, raiva, mágoa, tristeza, orgulho, ego, etc.


Por conta disso que existem diversos acordos firmados para nossa existência atual. São acordos para que os aprendizados com nossos erros, dores, caos, traições, mentiras, perdões, entre outros, aconteçam. Tudo isso tem um nome e um motivo. Acordos Espirituais - que vão nos ajudar a equilibrar a balança do carma, pois se algum dia fizemos algo de errado, hoje precisamos consertar.

Vidas Passadas – Armadilhas nos Relacionamentos.

Cada relação tem em si muitas armadilhas e todas elas servem ao mesmo propósito: ver se estamos atentos ao que estamos fazendo dentro dela. Atraímos as pessoas ideais para fazer aflorar nossos aprendizados de outras existências. Nem sempre gostamos dessa realidade, mas essa é a verdade. Em alguns casos a falta de um relacionamento já revela em si aprendizados ocultos como por exemplo: não se comparar, elevar sua autoestima, solidão, etc.

Vidas Passadas - Vida em família.

Família, esse é o nosso primeiro berço onde aflora o que viemos curar nessa vida. Nada é por acaso, nascer em determinada família faz parte de um grande resgate que não começou nessa existência atual. Se conscientizar disso ao ponto de não apenas aceitar, mas investigar as semelhanças e desavenças é fundamental para entender porque você escolheu estar dentro desse grupo de seres. Algo do passado fez com que vocês precisassem voltar juntos, tão perto que laços sanguíneos seriam o elo que não poderia ser rompido nessa vida. Afinal, mesmo que você não goste do seu pai, da sua mãe, irmãos ou parentes, que esteja morando do outro lado do mundo e você decida nunca mais ver eles, nessa vida, eles continuarão a ser a sua família. Já escutei muito das pessoas (de todas as idades) não entenderem porque estão em uma família que não tem nada a ver com elas, ou então, culpam Deus por estar nela, acreditando piamente que não a merecem, etc. Prepare-se, pois escreverei especificamente sobre família em uma outra oportunidade (fique atento a essa sequência de artigos).

Vidas Passadas e casamento.

Um dos lugares que mais percebo aflorar aprendizados é nos relacionamentos a dois. Depois da família, a pessoa que você terá mais próximo de você será seu parceiro ou parceira. Por causa dessa proximidade é que não tem como não ficar com uma pulga atrás da orelha. Em um mundo onde nada é dado sem um porquê, estar tão perto de alguém não é à toa não. Sentir-se atraído por uma pessoa e buscar se relacionar com ela ao ponto de formar uma nova família deve ser analisado friamente.

Vidas Passadas e Tipos de Relacionamentos.

Já se perguntou por que motivo você atrai parceiros agressivos ou passivos? Por que não consegue ficar em nenhum relacionamento? Por que não se sente preenchido dentro de uma relação? Por que só atrai pessoas que traem ou mentem para você? Por que seus relacionamentos são conturbados? Por que as pessoas que você se relaciona acabam morrendo ou adoecendo? Por que me relacionei com alguém que quer filhos e eu não posso dar? Por que fiquei viúva cedo e não consigo mais me relacionar com ninguém? Para explicar isso eu levaria muito tempo, então fique atento pois em breve escreverei um artigo direcionado a isso.

Vidas Passadas e Amizade.

Amizades são as vezes a família que escolhemos ter em vida. Porém, da mesma maneira que elas podem ser nosso porto seguro, podem se revelar grandes armadilhas baseadas em sentimentos de inveja, possessividade, ego, competição, entre outros. Uma coisa é certa: amizades são um alento que trazemos para essa existência e podem mostrar parcerias firmadas antes de nascer (Acordos Espirituais) para nos ajudar a estar sempre no caminho de crescimento e evolução. Porém, nem sempre é assim.

Vidas Passadas – Afinidade X Inimizade

Nem sempre teremos relacionamentos com encontros, melhor, reencontros baseados em afinidades. Podemos trazer para cá relacionamentos baseados em inimizades ou desavenças do passado para serem equilibrados. Portanto, é interessante observar nossa primeira reação quando conhecemos ou vemos alguém. Quando essa pessoa volta a entrar em nosso radar é porque é hora de seguir em frente em algum assunto. Consequentemente, você pode ter afinidade ou não com ela. Se você ''bate o olho'' nela e sente algo bom, provavelmente vocês tiveram alguma relação boa no passado. Se acontecer o inverso, você não gostar, começar a implicar com ela, existe a tendência de que algo não muito bom aconteceu entre vocês. Nessa hora é preciso investigar para não repetir comportamentos do passado.

Vidas Passadas – Vícios de comportamento.

É provável que se você tinha desavenças com alguém no passado, ao reencontrar essa pessoa nessa vida, você continue com essas desavenças. O mesmo acontece para a situação contrária, se você se dava bem com determinada pessoa, nessa vida é provável que o sentimento continue o mesmo. É preciso estar em alerta para notar quando velhos hábitos voltam. Exemplos: reclamar da pessoa, encontrar defeitos, criticar, trair, se comparar, querer ver o outro mau, deixar que tome conta da sua vida.

Relacionamento – Erros que acabam com um relacionamento.

Nesses 10 anos de atuação na área da terapia e do autodesenvolvimento pessoal eu tenho notado que existem erros que cometemos e comprometem muito a qualidade de uma relação (de qualquer natureza). Segue os principais equívocos que tendemos a cometer dentro de uma relação:

1 - Projetar sobre o outro a sua forma de ver ele (a), criar expectativas;

2 - Se achar menos ou mais do que a pessoa que está na relação;

3 - Não falar a verdade sobre o que está acontecendo;

4 - Cobrar da pessoa atitudes, ou seja, não aceitar como ela é;

5 - Acreditar que a pessoa vá mudar depois de algum um tempo (ninguém muda ninguém);

6 - Viver em função da relação e esquecer de si mesmo;

7 - Moldar-se conforme a vontade da pessoa envolvida nessa relação.

Relacionamento – Tire o poder de quem você mesmo deu.

Percebeu que está vivendo alguma dessas situações acima? Sim? Provavelmente você cedeu seu poder pessoal para ela. Deixou que ela definisse quando você estaria triste e quando estaria feliz. Você se apagou, tirou seu próprio brilho para não incomodar. Pior, deixou de ser você mesmo!

Vidas Passadas – Desafio de dizer não em uma relação.

Alguns relacionamentos trazem consigo um aprendizado de dizer não, se impor, não se deixar comandar, em outras palavras: assumir as rédeas da sua vida. Pegar de volta o poder que você mesmo deu para alguém dentro de uma relação é dar um grito de libertação. Liberdade para trabalhar sem cobranças. Liberdade para dizer não para um filho. Liberdade para se apoderar de si mesmo.

Tenho um programa de Empoderamento Pessoal através do Coach onde utilizo muitas técnicas e metodologias para ajudar as pessoas a se libertarem do passado e serem elas mesmas no presente. Quer saber mais? Manda um e-mail para contato@alineschulz.com.br falando que você quer mais informações.

Vidas Passadas – Inimigos ocultos.

Agora é a hora de você perceber em que tipos de relacionamentos você está. Perceber quais são as pessoas que você acredita ser seus amigos. Será que você dorme com seu inimigo e não sabe? Será que o verdadeiro obsessor na relação é você?

Ficou preocupado? Se prepara para o próximo artigo que vou falar especialmente sobre os INIMIGOS DO PASSADO que estão dos eu lado hoje.

Enquanto isso, compartilha esse artigo para seus amigos e inimigos também.

Faça a diferença onde você está. Comece por você!

Se prepare que tem muita coisa boa vindo aí.

Curta minha página no Facebook e inscreva-se no meu canal no Youtube!

Com carinho,
Aline Schulz.

-------------------------------------
Me acompanhe de pertinho nas redes sociais
- Facebook: Aline Schulz
- Twitter: @alineschulz
- Instagram: @alineschulz
- Periscope: @alineschulz
- Youtube: Aline Schulz