Planetas Retrógrados: um convite à evolução

Em 06/05/2019 , Comments

Por Juliana Xavier

 

Os Planetas seguem um ritmo constante no Universo. Porém, de tempos em tempos, para que possam continuar com seu arranjo no firmamento, alguns deles passam a realizar um movimento contrário que, olhado daqui, parece que estão andando para trás. É o que chamamos de Planeta Retrógrado.

Na Astrologia, tudo é um convite ao autoconhecimento. Por isso, quando um Planeta assume um movimento contrário é uma oportunidade de justamente fazer isso: o movimento contrário do que ele nos impulsiona. Todo ano, alguns Planetas entram em retrogradação, principalmente os mais distantes e maiores, que chamamos de Planetas Transpessoais.

Desde abril até o fim do ano, três Planetas estarão Retrógrados, emanando importantes energias, de reflexões e ensinamentos. Nesses momentos, podemos passar por processos internos que, conscientemente, podemos não compreender claramente. E cabe à Astrologia lançar luz a esses fenômenos, interpretando a influência dos astros na vida humana.

Então, vamos aos três Planetas Retrógrados do momento, que são: Júpiter, Saturno e Plutão - e como podemos aproveitar suas energias para nosso autoconhecimento e evolução espiritual.

 

Júpiter Retrógrado: a expansão de nossas fronteiras começa dentro de nós

Júpiter assumiu sua Retrogradação no dia 10 de abril, em Sagitário, e ficará nos influenciando com essa energia até 11 de agosto. Este Planeta compreende a nossa busca por mais, por ir além, por nos desafiarmos e expandirmos nossas fronteiras. O Gigante dos Céus, tal como ele, representa onde queremos ser gigantes na vida, por isso, ele tem relação com a fé, otimismo, expansão e vontade.

Mas, para que esse movimento possa acontecer, primeiro é preciso ganhar impulso. E de onde vem a força propulsora de nosso crescimento? Sim… sempre, invariavelmente, de dentro!

Portanto, entramos em um território em que é preciso ir mais devagar, prestar mais a atenção onde estamos pisando e em que direção estamos indo. É momento de reavaliar onde estamos colocando o nosso foco. Aliás, questionar se estamos desenvolvendo esse foco e essa vontade inerente de nossa natureza de crescer.

A sua busca tem feito você otimizar a sua energia para gerar o seu crescimento ou tem feito você desperdiçá-la? Quando não realinhamos a nossa mira, é o que acontece: muito esforço, muita busca e pouco resultado substancial. Principalmente a nível de conhecimento, outro campo familiar de Júpiter.

O impulso deve vir a partir de um longo trabalho de discernimento e reflexão. Novamente, mais uma ferramenta que Júpiter nos oferta: nossa capacidade filosófica de compreender além. Sair da caixa, contemplar a vida e o que de fato faz sentido no conjunto do que tomamos por nossas verdades.

Por isso, o céu nos convida a voltar nossa atenção para nós mesmos, nossa vida, nosso interior, para dali refletir como estamos lidando, de onde está vindo e qual a motivação de nossa sede de querer mais, de ir além. Vem do externo, das aparências… ou vem de nossa alma, de nosso autoconhecimento e capacidade reflexiva?

Esse exercício será importante para todos nós, na vida como um todo. Mas há uma área que pede uma atenção maior de nossa parte, a que compreende a casa astrológica onde temos Sagitário no Mapa.

 

Plutão Retrógrado: transformações no mais profundo de nosso Ser

Plutão é o grande regenerador. Ele tem relação com Shiva, que nos ensina uma importante realidade da vida: nada é permanente. Plutão remexe as águas lamacentas da personalidade, compostas por tudo aquilo que vamos renegando e colocando para debaixo do tapete.

O grande problema disso é que essa sujeira vai acumulando e, ao contrário do que imaginamos, não vai simplesmente sumir. Plutão, com seu poder de enxergar na escuridão, precisa realizar essa limpeza. Por isso seu efeito evoca tanta intensidade, força e poder. Ele se refere à capacidade - que TODOS NÓS deveríamos exercitar - de regeneração e cura. Assim, a sua atuação dói mesmo, pois ele influencia sobre aquilo que tentamos mascarar a todo custo para construir uma estrutura externamente “aceitável”.

E por falar em estrutura, chegamos ao momento da atuação do Senhor da Morte: por ele estar no arquétipo de Capricórnio e ter começado o seu movimento de “voltar para trás”, sua mensagem é: o que foi construído em bases falsas e, portanto, frágeis, deverá ruir! Por ser um Planeta transpessoal, essa energia atua a nível global. Individualmente, seu auxílio regenerador virá na área da vida em que temos Capricórnio (Casa Astrológica).

Ali, precisaremos mergulhar para compreender o que está impedindo a nossa alma de crescer genuinamente. Acender a luz em nossos porões escuros que evitamos entrar, mas que nos ocasionam sofrimento. Portanto, nos próximos 5 meses (de 25/04 a 03/10), Plutão nos convida a revisar em que alicerces estamos construindo a nossa vida. Que material estamos usando? Verdadeiros, condizentes com a nossa essência? Ou falsos, a partir do olhar somente para fora?

Para aproveitar o momento de Plutão Retrógrado e seus efeitos terapêuticos, podemos buscar técnicas e terapias alternativas/espirituais para a cura da alma, das nossas feridas mais profundas, proporcionando desbloqueios e libertações do que está nos impedindo de crescer e sermos mais verdadeiros. Cuide com sentimentos destrutivos e de autoboicote. Plutão faz o que precisa ser feito, mas ele pega na nossa mão e diz: está tudo bem, acolha, ilumine e deixe ir. Amor e compaixão acima de tudo.

 

Saturno Retrógrado: tempo de amadurecimento interior

Imagine a seguinte situação: você está na escola e recebe o resultado de uma prova que você fez. Você reprovou por pouco. Ao olhar a questão errada, percebe que cometeu o erro por falta de atenção, pois no dia estava com pressa, queria terminar logo. Então, vem o Professor e te pergunta: “você gostaria de ter outra chance de revisar as questões e fazê-las com mais calma?”

Como você se sentiria nesse momento?

Saturno, Planeta que representa o tempo, o comprometimento, a disciplina, a responsabilidade, o amadurecimento interior, é esse Professor, ao ficar Retrógrado nos próximos 5 meses (01/05 a 19/09). É a chance de revisarmos nossas questões que temos desenvolvido sem dar a devida atenção, sem refletir… sem cautela e dedicação.

Por vezes, quando só olhamos para fora, para os resultados, vamos construindo castelos de areia. Lindos, na teoria. Mas, na prática, falta um detalhe extremamente importante: a solidez, a firmeza que proporciona segurança. Saturno é avesso ao que é superficial, imaturo, irresponsável. Por ser o Senhor do Tempo, ele nos ensina paciência: para trilharmos o nosso caminho, é preciso galgar os passos corretos, leve o tempo que levar. Por isso, Saturno também representa restrição e disciplina: se estamos desperdiçando energia, talento, foco, inteligência… ele vem e nos cobra: “por que você não está fazendo o SEU dever de casa”?

Durante os próximos meses de intensos aprendizados, podemos experienciar energias de autocobrança, autoexigência, pressa, insatisfação, rigidez de pensamento. Preste atenção ao que você está sentindo e perceba qual a origem: é ali onde você se desviou do caminho. Juntamente com Plutão Retrógrado, ambos em Capricórnio, esses astros estarão nos cobrando revisões na área da vida (casa astrológica) em que temos esse signo em nosso Mapa Astral.

É momento de transformações e amadurecimento. Acolha esse grande presente do Universo. É uma nova chance de revisarmos nossas questões que fizemos com pressa e acabamos reprovando. Por vezes, na escola, não é possível ter uma nova chance. Na vida? Sempre há!

Abrace as oportunidades de crescimento!

 

Conheça mais sobre meu trabalho clicando na imagem abaixo.