O que você tem atraído?

Em 24/06/2019 , Comments

Por Regina Cunha

 

PONTO DE ATRAÇÃO

Talvez você não saiba, mas o que está acontecendo na sua vida é você quem está atraindo! Você se colocou no lugar onde está... Profundo isso? Mas calma... Vamos analisar...

Se eu lhe perguntasse agora: “como está a sua vida hoje?” O que você me responderia? Se me responder que está tudo bem, ótimo! Se me responder que não está tão bem assim, também ótimo! A questão é você identificar e fazer o necessário para poder melhorar em ambas as situações, porque a vida sempre pode ser mais!

O que você tem praticado? O seu ponto de atração será o que você tem colocado em prática! Se você pratica diariamente reclamação, raiva, mágoa, avareza, intolerância, discórdia (...), ou se você pratica gratidão, amor, perdão, doação, compaixão, harmonia (...) essas atitudes se transformarão em suas habilidades de baixas ou altas vibrações, respectivamente. Aqui vale a reflexão: “você tem sido a pessoa que realmente quer ser tornar?”.

A vida é feita de “efeitos bumerangues”! Tudo que oferecemos pra ela, ela nos devolve na mesma sintonia... Isso é consequência da Lei Natural de Ação e Reação... O que vai, volta... Sempre! Aqui vale outra reflexão: “o que você tem oferecido pro mundo ser melhor?”

 

O mundo está cheio de gente boa de briga, mas ele está precisando com urgência de gente boa de amor! Qual delas é você?

 

O que você oferece, você recebe...

A arte de dar e receber; eterno equilíbrio...

 

 

AMOR POR AMOR

 

Hoje quero compartilhar com você uma experiência pessoal. No feriado de Corpus Christi eu e meu marido decidimos ficar mais perto da natureza e fomos para uma pousada em Lagoa Santa, perto da Gruta da Lapinha.

Já no contato telefônico percebi como o tratamento da dona da pousada era diferenciado. Quanta atenção e disponibilidade em servir...

Na data da confirmação da diária ela me enviou o cardápio com os preços, além de propiciar adaptações nos pratos servidos no caso de restrições alimentares.

No dia da viagem recebi o mapa, ela perguntou-me se tinha previsão do horário de chegada, desejou-nos boa viagem e ainda nos falou que já estava tudo pronto com carinho a nossa espera...  

Quando chegamos lá fomos recebidos na porta pelo dono que com toda disposição e atenção perguntou-nos nossos nomes, ajudou-nos a levar as malas e nos disse: “nossa pousada é familiar e queremos que se sintam em casa”. Quanto acolhimento foi-nos disponibilizados por todos...

Deixamos as malas na recepção para conhecermos a dona da pousada. Cumprimentos e muita atenção. Ofereceu-nos água e a sua satisfação em nos receber estava estampada em seus gestos, no seu coração e no seu olhar... Quanta gratidão por estarmos ali...

Fomos apresentados aos ambientes da pousada, que por sinal é uma maravilha! Extremamente bem montada, com muito verde, fontes de água, local para fogueira à noite, lugares para descansar, bicicletas gratuitas para utilizarmos, três coelhinhos muito fofos (energia da prosperidade) para nos abençoar, política de diária estendida para os hóspedes com o intuito de aproveitarmos mais, em suma, aconchegante e com muito amor a oferecer.

Em cada detalhe nos quartos, nas porções, no jantar, no bate-papo (inclusive sobre os grupos dos Acordos Espirituais, com os quais se identificaram) percebemos o amor em servir... Desde os palitos de dente com coraçõezinhos, lanternas com velas, enfeite de árvore iluminado em cima da mesa, guardanapos de tecido, tampa de alumínio daquelas de chef redondinhas para tampar o prato no jantar servido perto da fonte, rosa natural de presente para mim no café da manhã e até um café da tarde no final da estadia, com os donos e com a Chef (que cozinha divinamente com muito amor), com direito a um saudável pate-papo!

Hora da despedida, foto para registrar esse encontro especial e muitos agradecimentos! Os nossos corações eram profunda gratidão... Estávamos realmente muito felizes pelo fato do Universo ter promovido esse (re)encontro de almas que decidiram despertar para a espiritualidade e fazer a diferença no mundo!

E a despedida foi um até breve!

Gratidão Pai Maior por nos proporcionar essa Divina Conexão de Amor... Amor por amor... Amor por servir... Amor por aceitar...

E a reflexão que fica é a de que eu realmente estou aprendendo a amar... E você?

Ame!

Permita-se ser amado(a)!

 

 

A PRÁTICA

Reflexões:

1)     Quanto de amor você tem oferecido pro mundo (avalie se você realmente ama)?

2)     Quanto de amor você tem recebido do mundo (avalie se você se permite ser amado(a)?

3)     Avalie as perguntas acima numa escala de 0 a 10 e escolha uma ação para você amar mais e aceitar mais o amor dos outros?

 

 

Compartilhe comigo se esse texto foi importante para você. Vou adorar saber?

 

Muito amor na sua vida e muita luz no seu caminho!

Um grande abraço!

Conheça mais sobre meu trabalho clicando na imagem abaixo.