Gestação e os Acordos Espirituais

Em 15/04/2019 , Comments

Por Vanessa Baroncelli

 

Se pensarmos à princípio que a velhice não é o fim, então a infância não é o começo. Antes de nascermos, participamos de um conselho cármico onde conversamos e chegamos a algumas oportunidades de evolução, então, escolhemos os nossos pais, se teremos irmãos ou não, se seremos o primeiro, o segundo ou se escolheremos uma família com múltiplos filhos, escolhemos as características físicas, como altura, tipo de corpo, cor dos olhos, cor da pele, tudo baseado nos aprendizados que viermos a ter. 

A gestação também faz parte dos Acordos Espirituais. Quando uma mulher engravida, está ali um novo recomeço. Sim, um recomeço de oportunidades de evolução, evolução esta, de ambas as partes. Por isto muitas vezes vemos gestantes que passam a gestação quase toda em repouso, outras que não sentem nada, outras que passam muito mal e outras que tiveram aborto espontâneo.

A questão da criança ser saudável passa pela cabeça de toda mulher, a cada ultrassom é um nó na garganta, até ver que está tudo bem! Mas e se não estiver? Se não estiver, saiba que você vai amá-lo/a do mesmo jeito!! Talvez até mais do que se fosse uma criança “normal”, se é que normalidade existe. Uma coisa que a maternidade vem me ensinando, é que tudo pode mudar a qualquer momento. Então saia desta “neura” de que tudo precisa ser perfeito, nada é perfeito e tudo é mutável. Aproveite o hoje!! Curta cada fase da sua gestação! Cada fase é única e passa muito rápido...

Por isto, amplie sua ligação com seu bebê! Converse com ele, escute músicas edificantes, tenha um momento só de vocês, como a hora do banho ou ao passar um hidratante no corpo por exemplo. Cuide da sua alimentação, leia livros sobre gestação e puerpério. Se informe, se prepare para o nascimento desta criança! Saiba e sinta que ele/a será único. Na parte dos cuidados diários, muitos sites, livros e revistas podem ensiná-la, mas só você saberá compreender cada sinal que seu bebê der. Isto só depende de você e da sua ligação com ele.

 

Aborto Espontâneo

Acredito que o aborto espontâneo seja uma das piores dores que a gestante pode ter; a dor da perda de alguém que você nem conheceu e já sente um amor imenso. De repente você recebe a notícia que não tem mais aquele “serzinho” dentro de você. E aquela notícia dói viu! Eu tive um aborto espontâneo antes dos meus filhos e confesso que senti muito. Você se pergunta: Por que comigo? Se eu não fumo, não bebo, sempre pratiquei atividades físicas, me considero uma pessoa saudável, enfim: por que? Foi a partir destes questionamentos que comecei a me interessar e estudar a reencarnação e foi onde entendi que tudo tem um porquê e que tudo acontece para que tenhamos um aprendizado.

Se você já teve um aborto espontâneo, deixo como dica você fazer a inclusão desta criança na sua família, afinal de contas ela existiu! Pode não ter nascido, mas existiu; então, escolha um nome, coloque um anjinho ou algum objeto que a signifique dentro da sua casa. Conte aos outros filhos que antes deles, teve um filho que não nasceu, enfim: inclua-o na sua vida, na vida da sua família, para que ele não se sinta excluído!

 

Nascimento

O nascimento é um momento de muita tensão e muita alegria para os pais e familiares. É aquele momento onde ocorre muitas mudanças de uma vez só, por isto a importância de se preparar para ele. São muitas opiniões diferentes ao mesmo tempo, tudo é novo e tudo está se adaptando.

Toda nova mãe acredita que só ela sabe cuidar do seu bebê, então ela cai naquela que tudo tem que ser feito por ela! Ela amamenta, troca fraldas, dá banho, faz dormir, coloca o bebê para arrotar enfim: ela faz tudo! É a fase onde ela reclama que está cansada, mas não consegue perceber que ela mesma não se permite ser ajudada e por isto se cansa tanto. Então: Se permita descansar! Nem que seja 5 minutos do seu dia, tire-os para você!

Bom, estes são alguns toques que considero importantes para uma gestação consciente, desejo que você tenha tempo para você e que aproveite-o da melhor forma!

 

Conheça mais sobre o meu trabalho clicando na imagem abaixo.

 

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário e continue seguindo o nosso blog!

Um forte abraço.