Arrependimento

Em 07/06/2016 , Comments

Você já se arrependeu de algo que fez ou não fez? Está sofrendo nesse exato momento por consequências de atitudes tomadas? Se culpa? Se martirize com o famoso ‘’SE’’?

Por que falar de arrependimento? Porque através dele podemos nos tornar amargos, inibidos, tímidos, rancorosos, mau humorados, ficar presos a lembranças, a pessoas e tudo isso pode durar uma vida inteira. Quantas pessoas que você conhece tem algo que se arrependeram de ter feito no passado? Ou até você mesmo?

Quando nascemos viemos sem um manual de instruções, não aprendemos a como lidar com as situações e nem com as pessoas. Não nos ensinaram a lidar com a frustração de algo que queríamos tanto e não conseguimos.

Quais são as consequências de quem busca viver a vida intensamente, mas ela não sai como o planejado? Decepção, revolta, negação, culpar alguém, se fazer de vítima, entre outros sentimentos que podem atrapalhar e muito a sua vida.

Quando um arrependimento surge na vida de alguém nem sempre há a compreensão de que essa não seria a melhor hora para acontecer. Dificilmente temos maturidade para olhar nossa vida de forma neutra. Na maioria das vezes enxergamos o que queremos e não o que precisamos.

O arrependimento leva as pessoas para alguns caminhos. Um deles é por não ter dado certo, generalizar e nunca mais fazer aquilo. Essa postura engessa a pessoa que se torna controladora, manipuladora o que na verdade camufla um medo de que essa situação volte a acontecer.

Outro caminho é que a pessoa pode se revoltar e passar a negar a vida. Decide que que Deus brigou com ela, que não há espaço para ela evoluir pelo amor e somente pela dor. Por isso, suas atitudes são de combate, agressivas, negativas. Muito dessa atitude camufla o orgulho das coisas não saírem como elas querem e sim como precisam ser.

Outro grupo fica acuado, acredita que o motivo de ter dado errado é que elas não fazem nada certo e por isso se arrependem profundamente da sua atitude. Infelizmente, essas pessoas tendem a se esconder, porque acreditam que toda e qualquer ação que fizerem irá acontecer algo que as faça ser arrepender profundamente. Elas não acreditam em si mesmas.

O que todos têm em comum? Suas vidas não serão mais as mesmas diante do arrependimento que tiveram ao tomar alguma atitude. Independente da forma como reagiram, o aprendizado oculto não foi superado o que torna necessário o aparecimento de outra situação que as faça mudar de opinião.

Kardec nos dizia que o espírito vive de experiências. Não sou espírita, mas compactuo com essa ideia.

Nós precisamos viver para aprender. Passar pela experiência para fixá-la. Quando algo não deu certo, nem sempre significa fracasso, normalmente está ligado aos seus aprendizados como por exemplo: orgulho, autoestima, complexo de inferioridade, vitimização, controle, etc.

Agora, não fazer é muito pior do que fazer e se arrepender. Entre ser ativo e passivo, prefira ser ativo. Assumir a sua postura, porque pior que arrependimento é passar uma vida inteira imaginando o que teria acontecido SE você tivesse feito X ou Y, dito A ou B, largado D ou E, etc.

Pare e reflita nesse instante. A vida não dá garantias. Não aprendemos a como lidar com seus desafios. Sequer temos noção da tamanha importância de parar para atentamente olhar o que acontece conosco. Por isso, não se culpe. Peça desculpa, mas não espere perdão. Porque essa situação pode ser a necessária para aflorar o aprendizado da pessoa envolvida. Portanto, como se culpar por algo que faz parte do crescimento do outro?

Tudo tem um motivo, tudo tem um propósito. Nós fazemos parte de uma grande engrenagem chamada vida. Algumas coisas, ao seu olhar, podem parecer erradas, porém no seu plano evolutivo, podem estar certas. Por isso, não pare, cresça. Aprenda com cada momento que já viveu e siga em frente. Aceite sua condição humana e se não conseguir sozinho e hora de arriscar novos caminhos e pedir ajuda.

Se prepara que muito em breve, se você está se sentindo desamparado, sozinho, sem ter ninguém para conversar eu vou te trazer uma solução.

Fique atento.

Curta minha página no Facebook e inscreva-se no meu canal no Youtube!

 

Com carinho,
Aline Schulz.

-------------------------------------
Me acompanhe de pertinho nas redes sociais
- Facebook: Aline Schulz
- Twitter: @alineschulz 
- Instagram: @alineschulz
- Periscope: @alineschulz
- Youtube: Aline Schulz